Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2012

Coisas que eu odeio em você

* Odeio acordar e já estar pensando em você...
*Odeio ver você em outras pessoas...
*Odeio saber que não é de mim que você gosta...
*Odeio ver você e ficar nervosa...
*Odeio me pegar pelos cantos da casa chorando por você...
*Odeio saber que um dia já beijei você...
*Odeio sentir vontade de beijar sua boca...
*Odeio ir as festas e ver você beijando outras...
*Odeio olhar para seus amigos e lembrar de você...
*Odeio assistir filmes, por lembrar que você adora...
*Odeio sair e não ver você...
*Odeio saber que você fica com outras meninas...
*Odeio a vontade que sinto de escutar sua voz...
*Odeio escutar as musicas que lembro de você...
*Odeio olhar nos teus olhos e você nem olhar no meu...
*Odeio em lembrar que você só me vê como uma amiga...
*Odeio sonhar com você...
*Odeio mais ainda saber que não sou eu a dona de seus sonhos...
*Odeio quando me trata estranho...
*Odeio passa em frente a sua casa e não conseguir ficar sem olhar lá dentro...
*Odeio tudo que me faz lembrar você...
*Odeio achar que ainda pos…

Esconderijo

Dá muito trabalho manter as aparências e agir naturalmente. A coisa não é bem assim como você pensa, nem tudo passou, nem tudo é leve e tranquilo. Tem muita reviravolta no peito, mágoa quebrada no estômago, azedume que não passa e queima a garganta. Tem muita dor guardada no infinito, tem muito a remendar, tem a lamentação pelo não dito. Lembro o gosto de cada lágrima que chorei, assim como lembro da dor de cabeça de cada ressaca que tive por ter bebido demais pra tirar você do pensamento. Não sei porque a gente tenta beber para esquecer. Beber na fossa implica ficar longe do telefone, segurar os dedos para não enviar nenhuma mensagem de texto, segurar os pés para não sair correndo e fazer alguma besteira que sempre traz um arrependimento azedo. A gente tinha quase tudo pra ser feliz. Eu tinha um ideal entre os dedos, um romantismo que até hoje não me deixou, um punhado de esperança que desse certo e a certeza de que queria você. Você tinha uma ideia a meu respeito, uma inocência que …