Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2011

Tudo que eu queria te dizer

Na noite passada, sonhei com aquele que foi meu primeiro amor. O primeiro a ocupar um pedaço dentro de mim. Aquele a quem eu dizia amar de maneira irracional, sem esperar tal amor em troca. O romance que nunca aconteceu, sempre estive a espera em vão. Mesmo assim hoje restam recordações, afinal são elas que constroem a nossa vida. Lembro de sorrisos, momentos, lugares em que você também estava. Todas as recordações boas ou não, trazem saudades. Não esqueço os dias, de suas cores preferidas, são cheiros, experiências e sabores que não saem do pensamento. Hoje carrego tantas páginas em branco, pois não quis estar comigo. Tenho cenas guardadas nas gavetas, em minha mente as lembranças que foram perdidas ou esquecidas estão vivas como fotografias, pena que nada é de papel.Olhando o céu estrelado, lembro do seu olhar e o sonho parece real. Num verde jardim, seu caminho se cruza ao meu, assim sua mão finalmente segura a minha. Descobrimos as afinidades, que seu signo combina com o meu, que …

ELIXIR

Ontem recebi o seguinte conselho: “Aprenda a gostar de você, a cuidar de você, e principalmente a gostar de quem também gosta de você”. Sei quanto isso é verdade. Queria ter o poder de não me importa, na verdade queria não ser tão vulnerável a esse tal de amor. Não sonhar com o elixir da paixão. Sonho com o derradeiro amor, aquele que fará todos os meus sonhos de adolescentes tornarem-se reais. Confesso que com o passar do tempo, as decepções vão ferindo mais. Os espinhos que feriram minha pele, ainda estão presentes. Carrego algumas cicatrizes, umas mais calejadas que outras. Entretanto, todas ainda doem.Mas ainda assim, acredito no amor. Ainda quero sentir o arrepio na pele só de ver o outro, sentir aquela saudade quando se passou apenas minutos em que esteve com o ser amado. Sei que muitos não entendem esse meu estranho jeito de amar, me acham careta por só falar e pensar em amor. Vivo “de amor”. Preciso estar sempre apaixonado, só assim consigo ver sentido na vida. Sinto falta dos…

Herói e vilão

A dor lateja em minha alma e, que pena, não é uma dor física, pois se fosse qualquer consulta com especialista cessaria. Com uma medicação certa, logo passaria. Mas a dor é na alma. A tristeza me consome, por conta dessa incansável busca do amor. Sonhei com romances duradouros, relações com momentos dignos de novela das oito. Porém até o presente, só passei pelas duras pedras. A cada dia uma nova decepção, uma nova derrapagem no precipício. Não tenho ânimo para mais nada, conhecer alguém então?! Nem pensar, pois do que adianta se semanas depois os acordes de uma triste canção anunciarão um novo fim. Mas ainda creio nas pessoas, vejo saída no fim da estrada. O racional e o emocional travam uma guerra dentro de mim. O lado adulto luta contra a criança que ainda habita em meus pensamentos, está presente em minhas atitudes. Admito que me apaixono – ou me encanto – fácil. Às vezes um mero oi já é porta de entrada para interesses futuros, que o cupido faz o favor de só fazê-los desperta em …