Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2016

Sorte ou azar

Você é tão acostumado a sempre ter razão. Desprendido, distante e tão na sua, que não consegue enxergar o que está diante dos teus olhos. Você vive se programando para não correr riscos, fecha o coração e impede as coisas boas que acontecem ao teu redor, cheguem a você. Quando eu quis você, você não me quis, me desprezou e assim eliminou mais uma chance de ser feliz.  Imagino o estrago que fizeram contigo, antes de eu chegar. Sei que sente medo, não se permite ou talvez nunca tenha se apaixonado. Dá para perceber que te falta segurança, deixa então que eu segure tua mão com carinho. Sim, por mais que eu diga não, ainda sinto vontade de te cuidar, de tua alma salvar. Por querer, deixe um beijo eu roubar. Eu já sei que teu sorriso combina muito bem com o meu. Talvez nunca tenha imaginado um conto de amor, uma paixão que causasse auê, então espero que tu te cures. Cure essas feridas e que passe todo esse temor de se entregar. Criar expectativas e tentar, é tão inocente, experimente.  Estej…

Contumaz

Tomo um banho demorado e choro. Não vou sufocar essa dor não. Dói admitir, mas nossa história nunca teve um sinal de que ia dar certo. Você nunca nem se deu o trabalho de fingir interesse. Nossos amigos em comum e o dia a dia, mantiveram nosso contato automático. Depositei minhas fichas e energias, mas não era pra valer. Eu me importei, corri atrás e até beijei diversas bocas, só para chamar sua atenção, e você nem aí. É, não deu.Percebi que insistir em você é o mesmo que cair de cabeça, numa piscina sem água. Ofereci meu peito para ser teu abrigo, porém você fez o fardo ficar pesado demais. Passei me odiar desde o momento que sabia que me apaixonaria por você e deixei acontecer. Tenho que conseguir controlar o coração e te cumprimentar com um aperto de mão, desviando dos teus olhos e do maldito sorriso lindo. Preciso ignorar esse efeito que tem em mim, até mesmo quando é de fingir não ligar. Não quero falar que fica mais lindo ainda com teus cabelos arrepiados e preciso esquecer que …

Como quer brincar de amor?!

Eu consigo, com alguns dias te encaixar na minha rotina. Ou você prefere ir mais contido? Num estalar de dedos, posso nem mais lembrar dos tempos em que não estava aqui. Posso responder suas mensagens na hora, sem esconder o imediatismo que causa em mim. Ou você é daqueles que gostam de joguinhos e de gente que se faz de difícil? Você tem dificuldade com conversas longas, olhares demorados? Eu posso falar pouco e controlar a vontade de te encarar. Achei que sua mão tem o tamanho certo para guardar a minha, porém estou pensando se já devo lhe dizer, ou espero um tempo. Posso gritar por aí o que sinto ou você prefere que tudo aconteça como não quer nada? Talvez eu devesse te contar sobre as cicatrizes que acabei ganhando nos últimos anos e que estão marcadas em mim, como se fossem tatuagens. Se bem que, posso te confundir, visto que mesmo assim, não desisti de tentar e ainda me entrego inteiramente.  Sim, eu tenho coragem de amar outra vez. Mas se você preferir posso não fazer a linha int…