Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2011

Estranho jeito de amar

A chuva desaba por aqui. O vento traz no ar o seu perfume e assim lembro-me do que deveria ser esquecido. Há tempos sonho com aquele amor sincero e verdadeiro, aquele que nos faz perder o sono, ouvir o badalo dos sinos, imaginar e querer ser a melhor pessoa que há. Por conta desse desejo cometo os piores erros, meto os pés pelas mãos e depois tenho que arcar com as conseqüências. Cada dia mais sinto que viver não vale tão a pena, cansei de mentiras e ilusões, a felicidade – pelo menos para mim – é sempre uma quimera. A solidão é minha inerente companhia. Basta!! Não aguento mais o sucessivo erro que aparece em meu destino. É sempre o mesmo roteiro, o mesmo clichê, como um disco riscado que fica sempre repetindo a mesma coisa, tudo novamente e hoje me pergunto o porquê. É como se todos os momentos eu estivesse na ponta de um alto edifício, clamando com todas as forças dos meus pulmões para que alguém me ame mais que tudo nesse planeta. Não é nem mais possível remendar esse pobre coraçã…

Relações Perigosas

Essa semana muito se falou da briga, separação e reconciliação da dupla sertaneja Zezé Di Camargo e Luciano. O fato é que conviver com o ser humano muitas das vezes é bem difícil. Quem nunca discutiu com pai, mãe, irmão, enfim. Quem de nós nunca se desagradou com alguma atitude?! As relações muitas das vezes são perigosas, pois cada pessoa envolvida tem um temperamento de humor diferente. São pensamentos, ideias, opiniões, metas diversas, ou seja, uma hora haverá um atrito, a diferença é como você reage. Quando as relações são familiares são mais dolorosas, quantos ficam anos sem ver – e falar – com os pais?! Mas lhe digo, independente do motivo que seja essa nunca é a melhor opção, pois só causa dor e mágoas em ambas as partes. Como Zezé e Luciano perceberam a reconciliação é sempre a melhor parte. Estamos sempre em evolução, cometendo erros e o outro também, mas nem por isso deixaremos de gostar de alguém. Já em relações amorosas, que muitas das vezes, parece ser as que mais doem. E…

O que vem por aí...

O medo de sofrer volta a assombrar minha mente, entretanto gosto dessa sensação de gostar de você. Tudo é novo de novo. O arrepio quando seu olha cruza ao meu, o tremor na alma, as mãos que começam a suar. Será que você que espero há tempos?! Será que vem de ti aquele beijo que fará tudo mudar?! São tantas dúvidas que rondam os pensamentos, e pior é saber que todos ficarão sem respostas, pois só o tal tempo é que escreverá nosso caminho. Estar contigo é viver com a incerteza do talvez. Desperta em mim o tal clichê que dita viver um dia de cada vez. Não planejo, não sonho com o romance ideal, pois não acho que se encaixe nesses padrões. Nossa história pode até dar certo, mas a vejo cheia de curvas estratégicas, que são difíceis de explicar. Mas sei que estou aqui, de coração aberto, pronto pra me atirar mais uma vez nesse precipício chamado de sentimento. Sei que posso te fazer feliz, só vou lhe causar o bem. Ao seu lado ouço os tais sinos tocarem. Você apareceu no momento em que só o …