Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2013

Pequenas Coisas

Sempre me apeguei a pequenos gestos, como o encaixe das mãos, uma mensagem de bom dia e o olhar sincero, mesmo não conhecendo profundamente esse alguém. E dessa vez não foi diferente, mesmo tendo diversos estados nos separando no mapa, foi capaz de me fazer dar os melhores sorrisos na vida em cinco dias. É! Há cinco dias, tomou conta dos meus pensamentos, despertou meus melhores sentimentos, uma imensa vontade de lhe ver, que não há distância que elimine. Pelo visto sempre esperava por algo assim. Um sentimento puro, que não desperta apenas desejo, quero te abraçar, conversar, admirar seu belo sorriso. Você me faz querer ter pequenas coisas, desejo sim te amar, porém desejo mais ainda ser seu amigo, te ouvir contar sobre seus dias, desabafar meus medos. Nem sei se estava a sua espera ou você a minha procura, talvez sempre esperássemos um pelo outro, ou não. Sei que é tudo muito estranho, afinal nem nos falamos direito e lhe dou todo direito de duvidar dos meus sentimentos, mas nunca d…

Caixa Postal

Mais uma vez, aqui estou te ligando e ouvindo a mensagem "Este telefone encontra-se desligado ou fora da área de cobertura, favor deixar recado após o sinal...". Recado?! O que dizer?! Que hoje era uma data importante pra gente, que lembrei da nossa primeira conversa, que aqueles planos e cartas ainda estão em minha gaveta, e que tudo está preto e branco desde que se foi. Que já tentei de tudo, já usei roupa nova, que cortei o cabelo, que já fiquei mudo e em outras fiquei tagarela e mesmo assim nada, a gente não tem mais chances mesmo. Nunca mais me olhou com aquele olhar, e eu ainda continuo curtindo suas fotos, lendo suas postagens e vendo que está feliz com aquele, que talvez, te tirou de mim. E o que dói mais ainda, é ver que você combina com ele. O meu melhor presente fica melhor em um outro, do que em mim mesmo. Mas o que também preciso dizer, é que valeu a pena. Obrigado por tudo que me fez sentir, foi bom tudo que vivemos e agradeço também por ter saído do meu percur…

Síndrome de Alice

Vasculhando as memórias, interrogo-me no espelho. Percebo o quanto deixei pra trás, ao sair batendo a porta. Tentei acreditar que ia mudar, que o desencanto passaria com um beijo sincero, mas não. Agora só restam as lágrimas, delas me sinto até refém. Ao conhecer, acreditei que começava um contos de fadas, porém não é a pessoa que sempre sonhei. Não tem final feliz para nós dois. Durante algum tempo, tentei fazer de conta que tudo ia bem, e ainda que poderia apelar para a fada madrinha, pra salvarmos o que estava ruim. Entretanto, aprendi que relações sem futuro não podem ser salvas, que chega uma hora que o castelo dos sonhos desmorona. A magia da varinha de condão não foi suficiente e, hoje, não quero ser mais uma Alice no país das maravilhas, que vive a correr naquele bosque e como lhe disse o coelho, o eterno muitas das circunstâncias dura somente um segundo, e isso já tivemos. Ou seja, aqui estou juntando os cacos que se quebrou, escrevendo aquele trecho que ninguém ler, após vir…

Sonhos

Hoje só quero sonhar, mas um sonho sem alarde, sem grandes proporções. Só quero sonhar, pra esquecer a dor, e sem fazer nenhum barulho pra não acordar, quem ousa estragar meu humor. Quero sonhar sorrindo, sem hora pra acordar. Hoje nem aqueles pesadelos ousados, irão me incomodar, afinal eles sempre passam.  E nessa noite chuvosa, quero deitar e acreditar ao menos no mundo imaginário que todos aqueles desejos que guardo na alma se realizarão.  Quero nos meus sonhos ver que a fé é algo tão forte que pode ser até palpável. No meu sonho, as pessoas se amam sem perguntarem por que, lutam umas pelas outras sem pedir nada em troca e acreditam que tudo é possível, e por acreditar, se torna. Hoje preciso sonhar e ao abrir os olhos, preciso ver que o sonho continua a existir.

Falando de sentimentos

Pensando brevemente porque algumas pessoas amam mais que as outras, se entregam mais, percebi que é apenas por conta da capacidade que temos conosco. A alguns é enorme, de outros é pequenina, e essa capacidade é atribuída a todos os sentimentos. O medo, todos sabemos que existem pessoas medrosas, que desenvolvem até fobias, e têm aquelas que não temem a nada. Por exemplo, o rancor. Há pessoas que são capazes de guardá-lo a vida inteira e em outras ele desaparece em dias ou até minutos. Têm pessoas que são alegres demais, outras de menos. Ainda têm aqueles que são muito generosos, em compensação alguns que não se pode contar. Portanto cada um de nós somos dotados de diferentes quantidades de cada sentimento. E assim é com o amor. Uns amam muito, outros nem tanto. Ainda têm pessoas que amam de maneiras diferentes, que agem de forma diferente, há cada situação, cada razão, cada momento. A capacidade de cada sentimento está dentro da gente, independente do que vem do outro. Mas lógico que…