Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2015

Olha só

Hoje parecia um dia como outro qualquer. Tomei um banho rápido e escolhi a primeira roupa no armário. Encarei o trânsito, a caminho do trabalho, ouvindo a canção que jurava ter excluído da playlist. Entretanto, ouvi-la hoje não me trouxe a conhecida dor do passado. E então, entre uns afazeres do dia, percebi que você não era mais fundamental. Seja o que a gente tenha sido ou vivido. Se foi um grande amor ou um lance bobo e passageiro, já não importa. Quem diria, você era o centro de tudo. Acreditava que era o mundo, mas de repente é apenas um rosto que não causa nem mais aquele tremor. Depois de muito lutar, consegui te esquecer. Quis tanto você, até que passou. É até clichê dizer que o tempo cura e apaga. Mas de fato, o tempo ensina. E detalhe, aprendi que nem adianta odiar você, ficar remoendo raiva antiga, muito menos de quem foi a culpa por não dar certo. O tempo ainda me mostrou que as pessoas erram e nem por isso, são pessoas horríveis. Por isso, desejo tanto que você seja feliz.…

Deixa eu tentar

E acredite se quiser, bastou um oi, pra eu te querer. Chego como quem não quer nada, te mandou um oi, tudo bem e dou risadas, quando suas respostas chegam. Fico te acompanhando pelas redes sociais, curtindo as fotos e a vontade de te ver aumenta. Desejo te dar aquele beijo, que arrepia a alma e faz perder o fôlego.  Mas eu devia desconfiar, que não ia sair ileso, que por você ia me interessar, afinal sou tão sadomasoquista. Nunca quero os amores fáceis e arrumei o novo motivo da dor. Tento aproveitar suas brechas, derrubar as paredes que construiu ao seu redor, mas és tão misterioso. Não sei se agrado ou não, se a esperança pode ser a última a morrer ou se já deu a hora de ir embora. Só sei que vou dormir sorrindo, quando uma mensagem sua chega e acordo com um sorriso maior ainda, ao reler toda conversa. Entretanto, é ruim saber que sou eu quem sempre procuro. São meus os primeiros passos e as respostas, pois as perguntas, nunca são suas.  Não quero deixar-te sem jeito, já que sei de su…

Além da imaginação

Sempre desejei encontrar alguém que me fizesse bem. Segurasse minha mão e nunca saísse. Que fizesse eu descobrir o gostar. O gostinho do primeiro beijo, apreciado pelo luar. E aquele abraço que pudesse mudar. Aquela ansiedade em receber uma mensagem e dormir pensando e acabar sonhando com quem transmite paz.  E isso que você tem feito, tem me deixado em paz. Tem feito eu sorrir, mesmo sem motivo. Tudo parece mais iluminado desde que chegou. Nem sei se o mundo está melhor ou se é minha alma refletindo nele. Não era pra eu voltar a gostar, mas de repente te vi sorrindo e tudo mudou. O seu sorriso é o mais lindo e virou meu porto seguro. Passei a ter mais vontade de viver e olha que nem as quilometragens de distância, me faz recuar.  E agora fico aqui, só te imaginando comigo. O corpo colado ao meu. Ora vendo meu filme preferido e ora declamando os sonetos de Vinícius (de Moraes).  De repente, passo noites em claro, olhando pro teto e imaginando suas mãos na minha, enquanto escolho algo qua…