Postagens

Mostrando postagens de Março, 2014

As ironias da vida

É tão ironico, eu me odiar porque perdi seu telefone, enquanto no mundo têm milhares de crianças perdidas.  Enquanto eu reclamo do aperto que deixou em meu coração, pessoas aguardam um novo para transplante. Eu te descrevo, no pensamento, para não esquecer um traço, enquanto isso uns descrevem suspeitos na delegacia, para o retrato falado. Minha amiga engordou uns quilos e só reclama, enquanto tem gente passando fome, querendo um pão, o mesmo que joguei fora no café da manhã. O mundo é injusto, uns têm o necessário e querem o mais, exatamente por capricho. Outros precisam do importante e não tem nem o mínimo. A gente cresce e descobri que o mundo da Alice não existe. Que estamos longe da igualdade, que infelizmente, é cada um por si. Ainda acredito que tudo vai mudar, chegará o dia que ninguém vai chorar a morte prematura de um ente querido, que todos terão direitos e acesso. Que ninguém pedirá um trocado na rua. E, também, não passaremos pela humilhação de chorar pelo amor do outro, …

Sobre o que restou...

Foi de repente, quando menos esperava. Deitei pra dormir e não pensei em você. Acordei sem me importar em lhe mandar uma mensagem de bom dia. Passei em frente a esquina da sua casa e nem olhei sua janela. Ouvi aquela canção e nem tive recordações. Ou seja, você se foi. Saiu de minha vida, sem deixa aresta pra aparar. Quando o destino nos promove um encontro. Estamos de frente um ao outro. Duas ou três pessoas nos servem de  público, mas a encenação nem foi digna de aplausos. Não houve gritos, choro, raiva, nenhuma saia justa. Nos cumprimentamos como velhos conhecidos e, pasme, nem seu abraço mexe mais comigo. Deixei de te amar. E, acredite, até dói perceber isso. Por diversas vezes coloquei minha felicidade em suas mãos. Mesmo depois de todas as decepções suas, ainda acreditava em um final feliz como aqueles dos desenhos de príncipes e princesas que eu assistia na infância. Você ainda sorri, aquele sorriso tão lindo, entretanto que não me desconcerta mais. Não me prende, nem entontece…

Escolho você

Um dia ouvi que o coração é quem escolhi por quem nos apaixonamos. E hoje afirmo que isso é uma grande mentira. Temos sim o poder de indicarmos a diretriz que nosso coração deve seguir. Depois de um mero encontro casual, escolhi gostar de você. Ao te observar vi a pessoa por quem queria me apaixonar, a pessoa que poderia me causar aquela paixão avassaladora, que ia marcar minha vida. Pela manhã, pensei em você. Estranho, mas tenho certeza que te escolhi. Não houve aquele momento em que você pode decidir se vai em frente ou voltar atrás. Se vira à esquerda ou à direita. E a vida foi levando. Aos poucos, sem jeito, fui me envolvendo. Agora olho em volta e sei que quero você comigo. Quero olhar em seus olhos, sentir arrepio na alma, ao te tocar. Desejo seu beijo, acordar com seus braços ao meu redor. Quero alisar seu rosto, ver seu sorriso ao me dizer "bom dia". Preciso receber sua ligação, tocar cada canto seu, inventar aquelas briguinhas bobas para dar mais emoção a relação. …

Sobre o amor e o tempo

Quem inventou o amor, esqueceu da praticidade. Quando te olhei, sabia que você iria entrar facilmente em meu coração. Estava perdido querendo encontrar alguém que preenchesse as lacunas. Acreditei que seria a melhor companhia, mas apostei errado. Seus medos, suas velhas cicatrizes dos relacionamentos passados foram um peso. Você sabe o quanto sofreu, portanto sabe como me sinto hoje. É tão doloroso perceber que o amor não deu certo, ainda mais quando você é a parte mais sensível. Como eu queria que você compreendesse, tentasse. Desejava tanto que me abraçasse forte e dissesse em meu ouvido “que tudo ficaria bem”. Nem sei por que, mas acreditava que contigo seria diferente. Como eu queria que me telefonasse por vontade de fazê-lo e não porque eu liguei primeiro. Que mandasse mensagens, só pra me perguntar como foi meu dia ou mesmo pra dizer um oi. Desejei tantas coisas, até enxergar que você não preenchia minha vida. Quando estava contigo, tudo fluía, sentia nossa sintonia. Proporciona…