Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2012

Remoendo

Hoje permiti sentir saudades. De quando ouvia sua voz por horas e horas. De como éramos um encaixe perfeito. Sabia como eu queria ser tocado, nossos objetivos se entrelaçavam, até que um dia seguimos caminhos opostos. Agora era só eu, um quarto escuro e um medo crescente, medo porque sempre fui tudo ou nada. Saudades de um abraço, de nossos lábios se tocarem como se não houvesse amanhã. Rabisquei teu nome no espelho embaçado e fiquei observando-o sumir debaixo do meu nevoeiro particular. E tornava a rabiscar e ver sumir e escrever novamente. Agora cometo o  deslize de escrever sobre você e constato, um tanto descontente, que tudo aquilo de carinho que alimentava continua ali, firme e forte e intocável. Deveria ter alguma forma, surreal e impensada, de tornar as coisas um pouco menos distantes, mas depois de todas aquelas mil vezes que você me dizia para agir mais e pensar menos, para vestir-me de atitudes e fazer aquilo que tinha vontade, sem me preocupar com o que acham ou deixam de …

Indiferente

Sua decisão foi tomada, chorei, fiquei triste, mas respeitei. Talvez seja melhor assim, sem aquela onda de ser feliz por um tempo, curtir alguns momentos, e depois dizer adeus. E ser um para o outro meros desconhecidos. O irônico é que ansioso esperava o nosso reencontro e, naqueles minutos, por dentro, me arrependia de estar ali, sentado naquele praça tão indefeso e sem saber o que dizer, não respeitando o que meu coração pedia. Era como se eu gritasse, com toda minha força, fica e mesmo assim você escapasse como água entre os dedos.  As lágrimas já batiam nas janelas dos meus olhos, pedindo passagem para percorrerem meu rosto, mas decidi ser forte por você, segurando-as ali, no meu olhar. Não queria te ver culpado, entendo o seu lado. Essas coisas são assim. Os dias passavam, o relógio não parava, e cada mais vez te desejava. Mas isso não basta pra ser feliz. Hoje posso está triste com sua decisão, entretanto como já disse acima, é melhor. Enquanto você me olhava, tentava decifrar o…

Reflexões da vida

Sempre fui de me apaixonar, sempre achei ter encontrado enfim a tal da felicidade, a tão fadada alma gêmea, que seria como nos filmes. Sempre estive a disposição do outro, me entregava, mas cansei. Chega de ser apenas mais um. Gostar não é suficiente, gostar não é nada, apenas migalhas. Gosto de shopping, mas não vou todos os dias. Gosto de chocolate, mas o deixo na geladeira. Tudo que gostamos, em algum momento, deixamos de lado. Quero amor. Que me façam dormir em paz. Andar no escuro é arriscado. Acenda a luz ou ande comigo. Aceitei diversos argumentos. Esperava mais um dia, uma semana, um mês, em vão, pois o amor recíproco não vem. Não é isso que quero pra minha vida, não mais. Quero amar sem medida, beijos longínquos, abraços intermináveis. Não quero alguém que venha cheio de escudos. Quero dividir as coisas boas,  curar as ruins. Não aguento mais os altos e baixos, quero que façam do meu inferno, um paraíso. Cansei de tentar ser forte, de segurar minha lágrimas enquanto escuto al…

Conflito

Como a vida é engraçada.  Depois de passar por tanta coisa: ser amado e não amar, amar e não ser amado, amar e ser amado. Namorar, ficar. Ser feliz, perder a felicidade. Se separar, perder um grande amor. Perder os sonhos construídos juntos. Hoje vejo que perdi um amor e ganhei outro: ganhei o amor mais verdadeiro que eu posso ter e dar: o amor próprio! Acabei descobrindo que é impossível ser feliz amando mais a uma pessoa do que a si próprio. É impossível ser feliz abdicando de todos os nossos planos e sonhos para realizar o da pessoa amada. É impossível ser feliz renunciando a própria vida para viver a de outra pessoa. Acho que foi por esse motivo que hoje me sinto feliz! Não em arrependo de nada, fiz por amor e faria tudo novamente!Mas será que 'amar' é mesmo tudo? Sempre acreditei demais na existência do amor, nunca deixei de acreditar que ele existia e mesmo com todas as dores do mundo, ainda acredito nele. Espero pelo verdadeiro amor, a mudança é que espero vivendo, me ama…