ELIXIR

Ontem recebi o seguinte conselho: “Aprenda a gostar de você, a cuidar de você, e principalmente a gostar de quem também gosta de você”. Sei quanto isso é verdade. Queria ter o poder de não me importa, na verdade queria não ser tão vulnerável a esse tal de amor. Não sonhar com o elixir da paixão. Sonho com o derradeiro amor, aquele que fará todos os meus sonhos de adolescentes tornarem-se reais. Confesso que com o passar do tempo, as decepções vão ferindo mais. Os espinhos que feriram minha pele, ainda estão presentes. Carrego algumas cicatrizes, umas mais calejadas que outras. Entretanto, todas ainda doem. Mas ainda assim, acredito no amor. Ainda quero sentir o arrepio na pele só de ver o outro, sentir aquela saudade quando se passou apenas minutos em que esteve com o ser amado. Sei que muitos não entendem esse meu estranho jeito de amar, me acham careta por só falar e pensar em amor. Vivo “de amor”. Preciso estar sempre apaixonado, só assim consigo ver sentido na vida. Sinto falta dos tempos de infâncias, onde nada incomodava, falta também da fase de transição a adolescência, onde começava a descobrir na brincadeira de beijo, abraço e aperto de mão, esse gostar. Sempre fui fadado a romances, do tipo que se atrai por um sorriso, por uma simpatia e se entrega, faz planos, têm devaneios. Foram inúmeros “eu te amo”, tantas confusões em meus pensamentos. Já me levei por simples promessas, confundi amizades, Erroneamente abdiquei de planos meus, pelo outro. No meio do caminho perdi amizades, reneguei vontades, entretanto de nada me arrependo. Não sei o que o destino reserva. Esse não é o primeiro, nem o segundo, muito menos o terceiro conselho que chega a mim. Queria ter o elixir, pra mudar meu jeito, esperar em paz pelo amor chegar. Tentarei seguir o conselho, quem sabe assim tudo muda. Só queria ter direito a felicidade, ser amado de verdade, amar sem medida e para o resto da minha vida.

Comentários

Thiago Calmon disse…
Ótimo texto, não só esse como os anteriores também... Parabéns !!!

Postagens mais visitadas deste blog

Sou de gêmeos

Está demorando eu te esquecer

Antes do fim