Sorte ou azar

Você é tão acostumado a sempre ter razão. Desprendido, distante e tão na sua, que não consegue enxergar o que está diante dos teus olhos. Você vive se programando para não correr riscos, fecha o coração e impede as coisas boas que acontecem ao teu redor, cheguem a você. Quando eu quis você, você não me quis, me desprezou e assim eliminou mais uma chance de ser feliz. 
Imagino o estrago que fizeram contigo, antes de eu chegar. Sei que sente medo, não se permite ou talvez nunca tenha se apaixonado. Dá para perceber que te falta segurança, deixa então que eu segure tua mão com carinho. Sim, por mais que eu diga não, ainda sinto vontade de te cuidar, de tua alma salvar. Por querer, deixe um beijo eu roubar. Eu já sei que teu sorriso combina muito bem com o meu. Talvez nunca tenha imaginado um conto de amor, uma paixão que causasse auê, então espero que tu te cures. Cure essas feridas e que passe todo esse temor de se entregar. Criar expectativas e tentar, é tão inocente, experimente. 
Esteja disposto a passar noites em claro, a queimar um pouco dos dedos, pois amar é brincar com fogo, entretanto vai sorrir do nada no meio da rua, e não há sensação melhor. Deixa que a calmaria faça estadia e te deixe bem. Esse clima de amores e desamores, de dores e favores, de tentar conquistar e ser conquistado, de se entregar e arriscar, aquece e balança o coração. Queria eu balançar o seu. Por diversas vezes, as lágrimas rolaram na face por tua causa, entre amor e ódio. Gostar de ti foi a pior droga que eu podia ter experimentado. Com todavia, eu queria ser teu desejo em uma noite de temporal e ter o seu moletom emprestado no dia seguinte. 
Sei que o problema sou eu e esse meu excesso de querer demais, mas só queria que fosse eu. Eu queria te fazer voltar acreditar no amor, a ter crença de que a felicidade é mais percurso que destino. Só queria, sem esforço, fazer você sorrir, pois assim o mundo estaria iluminado. Seu nome ainda faz meu coração pulsar, só não sei mais se posso considerar isso sorte ou azar. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Milhões de vezes

As coisas que nunca te disse

Eu amei te ver