AMOR & ÓDIO

Estive pensando em como inconscientemente esperamos um sinal da pessoa amada, sinal que só nós queremos ver. É uma ligação que não vem, ficamos on line no msn, sutilmente esperando. Na maioria das vezes, sabemos que essa espera é inútil. Tantas pessoas a nossa volta, tantas vidas acontecendo e queremos só um oi, um eu te amo ou te espero daquela pessoa, ela estando aqui, em outra cidade ou em outro estado. Assim repentinamente, o coração dá um insight, decidimos esquecer e até passamos a odiar o outro. Porém semanas atrás, disseram que o ódio ainda é uma continuação de amor e hoje vejo que é verdade (quem diria, eu concordando com o Rafael), pois continuamos a procurar, a "esperar" em vão o ser amado, afinal quando esquecemos - como disse o Rafael - a pessoa torna-se indiferente, querendo ou não. Ou seja, todo esse post é pra dizer isso, até quando a nossa necessidade de estarmos apaixonados, ou só atraídos, ou até mesmo ficando; todos nós queremos estar com alguém (mesmo não admitindo) ou só mesmo ter alguém bacana ocupando um espaço na nossa espera sem fim. A diferença é como cada um lida com isso, uns passional ao extremo (EU), outros racionais.
Nisso que estive pensando, qual será a vertente pra chegarmos ao meio termo, será que é possível?! Pois vejo que amar dói demais, ficamos nessa dolorosa espera, nos culpando e até mesmo se martirizando, deixamos muitas vezes a pessoa que talvez possa ser a certa, e partimos pro ódio, que dói mais ainda que o amor. O que será melhor!? Cartas na mesa, encostarmos o ser amado na parede, estando ele no Rio, São Paulo, Fortaleza ou outro país, afinal já inventaram a internet. Deixamos o destino tomar seu rumo e seja o que Deus quiser, afinal o que Ele quiser será. Ou partimos pra esquecer, deixar pra lá, podendo deixar chegar na proporção do ódio, que pelo que vi não muda nada. Sinceramente, penso e repenso e a resposta, não sei. Se alguém souber, me sinalizem, preciso saber qual o melhor caminho...

"Você tropeça em tudo que ela não deixou * Vê da janela o sono que ela te roubou * Mas me garante, nunca vai guardar rancor * Guardou foi ódio, que às vezes dura mais que amor [...]" Tudo sobre amor e perda (Leoni)

Comentários

Arrasou! Não sei nem o que dizer, pois o texto fala por sí só!

Te amo!!!
Tayane Scott disse…
Vale a pena esperar, vale a pena tudo quando é amor. E sim o ódio é um amor reprimido, uma vontade de tudo aquilo que a gente queria que tivesse sido e não foi. Mas acho que a resposta certa só existe dentro da gente e pra cada caso em especial. Talvez valha a pena enconstar o amado na parede, confessar o que sente e pedir uma posição; talvez seja melhor esperar e deixar as coisas acontecererm como tiverem de ser ainda que isso seja doloroso e nos mate por dentro ou por fim, seja mesmo melhor transformar o amor em ódio e tentar esquecer aquela pessoa de qualquer jeito a qualquer custo. Escolha dificil e que so o coração pode ajudar.

O texto tá mara, como sempre!

beijos

Postagens mais visitadas deste blog

Sou de gêmeos

Está demorando eu te esquecer

Antes do fim