Acaso

Como já se sabe, sou um amante das palavras, escrevo minhas poesias e gosto de compartilhar com vocês que visitam meu blog, e essa poesia foi à última que fiz, pois até condiz até com meu momento atual.

ACASO (Delduque Avelino)

Como um sinal do acaso

Conheci você

E logo me encantei

Seu jeito doce e sereno

Um amigo encontrei

Sabia que seria especial

Conversar com você

Não foi nada normal

Penso em você

E fico arrepiado de repente

Apesar do clima quente

Espero o dia certo chegar

Pra te encontrar

Um novo amigo

Quem sabe mais que isso

Não dá pra prever

Deixo a cargo do acaso

E será o que tiver que ser

Já sou até mais feliz

Por saber

Que existe você.

Comentários

Francisco disse…
Acho que a felicidade e o acaso combinaram de se encontrar e nem nos avisaram! Quando nos demos conta já estávamos juntos, naquele nublado sábado, compartilhando experiências sentimentais, culturais, intelectuais... O tempo tratou de lançar seus encantos e nos sinalizar um novo horizonte, horizonte este feito para ser visualizado e construído a dois. Não esqueçamos de que a magia daquele momento ainda está presente: basta nos apoderarmos de sua inerente força que nos envolve e, juntos, caminhemos em direção a essa tal felicidade que o acaso nos apresentou...

Postagens mais visitadas deste blog

Milhões de vezes

As coisas que nunca te disse

Eu amei te ver