Medo

Uma nova sensação bate em meu peito. Desejei por diversas vezes um amor como o de Miguel (Mateus Solano) e Luciana (Alinne Moraes) em “Viver a Vida” ou Edward (Robert Pattinson) e Bella (Kristen Stewart) na saga “Crepúsculo”. Criei expectativas por infinitas vezes, cartas escritas sem destinatário, festas sem companhias, até que de repente, quando nem esperava, você se prontificou a mostrar esse caminho que sempre quis percorrer. Sem jogos, sem mentiras, conquista um pouco de mim a cada dia mais. E outro medo surge na alma. Hoje vivenciou um outro lado. A ansiedade não é para ficar e sim para termos tempo. O problema não é planejar e sim colocarmos em prática. Mas como eu dizia, surgi em mim um novo tipo de medo. O medo de dar certo, o medo de ser feliz, de errar, cometer um passo em falso e desperdiçar o sentimento tão lindo, o bem que já está fazendo a mim. O medo de estar apaixonado, de ter ao seu lado lindos momentos, dar risadas, ser valorizado e abraçado como tanto desejava e perder do nada.

O coração bate forte a cada toque do telefone, a cada segundo de conversa. Apesar desse medo que me assombra, estou de coração aberto pra viver nossa história, pois como diz a música “Bem Vinda” do Jeito Moleque, que por sinal, me lembra você: “A vida sorriu quando você chegou. Bem vinda o mundo se abriu quando você entrou. Eu vou fazer por merecer. E a nossa historia vai continuar”.

Comentários

elaine disse…
"Apesar desse medo que me assombra, estou de coração aberto pra viver nossa história" ... Nossa que bm ler issoo.....caso raro de se ver.....

Estarei contigo te apoiando em qualquer que for sua escolha. Beijos
Anônimo disse…
"Faço longas cartas pra ninguém, e o inverno no Leblon é quase glacial"
(Adriana Calcanhoto)

Com certeza, dessa solidão vc não partilha mais, né querido?
Muito amor na sua vida!!!

Te adoro ♥

Thainá
Tayane Scott disse…
Primeiro desculpas pela ausência e obrigada por ser um dos que vai lá no twitter me buscar e dizer q sente falta dos meus textos e dos meus comentários *-* Acho que sem isso eu não teria mais motivos para voltar aqui. Segundo vamos ao texto...amar de verdade dá muito medo e ser correspondido então, mais medo ainda. Tudo fica perfeito de repente e a gnt acaba sofrendo, achando que aquilo é só um sonho e a qualquer momento vamos acordar e tudo vai desaparecer. Voltaremos a ser sozinhos e tudo ficará igual. Mas não podemos deixar isso acontecer. Precisamos aproveitar o amor e mergulhar de cabeça. Afinal quantas chances de ser felizes temos na vida não é? Como vc bem disse no post com a música do Jeito: a vida sorriu e é por isso que a gente não pode deixar passar. Saudadee ♥ ;*

Postagens mais visitadas deste blog

Sou de gêmeos

Está demorando eu te esquecer

Antes do fim