Insegurança

Depois de tantos roteiros bons e ruins, o medo volta a assombrar minha vida.
Sinto que há cada dia mais me envolvo por você, a vontade é de logo me atirar em seus braços. Mas sinto que seu coração é um campo fechado e que não será tão fácil deburrar esse muro de Berlim.
Por que tem que ser difícil assim, minha mente reflete em frações de segundos, tenta achar o que fazer pra conquistar você. Que atitudes tenho que ter, que papo vai lhe agradar, que pessoa terei que ser e você, nem um sinal, nem uma dica sequer deixa escapar.
Essa insegurança não sai do pensamento, o coração bate impreterivelmente e as lágrimas jorram como cachoeira. O medo de me apaixonar, de ficar tão vunerável a você e, mais uma vez, acabar na ilusão.
Como disse, terei que ficar a mercê do tempo. Ver no que vai dar, eu que sempre fui tão ansioso, e já quis ter o mundo em minhas mãos. Entretanto aqui estarei esperando o destino seu veredito dar. Amar você ou não amar, eis a questão!?

Abra o seu coração de vez
E deixe logo eu entrar
E só assim você vai enxergar
Que é lindo simplesmente amar
(Saulo Roston - Você foi feita pra mim)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sou de gêmeos

Está demorando eu te esquecer

Antes do fim