O meu eu através da poesia

Há alguns tempo não posto uma poesia minha, escrevo sobre angústias, dores, momentos através de crônicas mesmo. Entretanto hoje resolvi trazer a vocês, uma poesia que escrevi recentemente e que também traduz todo meu momento. Segue abaixo:

Sem sentido (Delduque Avelino)

Guardei meus sentimentos em uma caixa vazia

Num vento qualquer, deixei ir às coisas que eu dizia

Em um canto da alma, tranquei as até então verdade

Que eu repetia

Rabiscadas na parede do quarto estão às histórias vividas

No espelho o reflexo dos pesadelos temidos

As fotografias revelam também os meus medos escondidos

Vejo-me sozinho no escuro

Encarando o muro

Que passa minhas dores como filme

Deixando a moral

Que tudo que colhi no final

Foi o que plantei

O que eu mesmo reguei e adubei

O pior é isso

Nas areias do mar, ninguém vai segurar minha mão

Vejo as ondas cada vez mais levando os princípios

Que cultivava em meu coração

Acreditava tanto na paixão

Sonhei tanto com um grande amor

Que desmoronou

Como um castelo de cartas

Sei que nada disso tem sentido

Assim como minha vida

São devaneios introspectivos

Que só falam a mim

Ao meu verdadeiro eu

Que ainda é intacto

Como o acorde de uma canção

Que faz o casamento perfeito

Com a letra e melodia

Dando a mim a esperança

De que chegará o dia

Que também viverei assim

Tendo alguém por mim

E a felicidade será eterna

Enfim

Comentários

Mariana Romão disse…
Linda poesia!
Tem que postar mais delas =D

Sei que às vezes a gente se sente meio perdido, mas acredito muito que algo bom sempre acontece, em algum momento tem que acontecer!

Bjo
Thaiany disse…
Que lindo Del!!!.
Nossa,ameiiii!!!.
Muito linda sua poesia...
Linda demais..Amei,amei,maei!!!.
Seu blog està lindo..
Amei tudo aqui.
Um super beijo!.

Postagens mais visitadas deste blog

Sou de gêmeos

Está demorando eu te esquecer

Antes do fim