Arquive e Delete

Nem sempre lembramos disso, mas cabe somente a nós o destino final de nossas histórias. Devemos utilizar o arquive para as boas lembranças, ao lado das pessoas queridas, como familiares e amigos que nos amam da maneira que somos. Cabe a nós também o armazenamento de nossos sonhos para que possamos correr atrás deles até tornarem-se realidade. E todas as histórias vividas, que nos trazem boas saudades são devidamente arquivadas.
Entretanto muitas das vezes esquecemos de deletar o que nos faz mal. Achamos que deletamos um amor fracassado, mas ao passarmos pelo mesmo, ainda sentimos incomodo e outras sensações ruins. Esquecemos de deletar as tristezas, as traições e aqueles momentos que nos lembram dores e mágoas. Mas claro que devemos eliminar as coisas que nos fazem mal, sem esquecermos as lições que elas nos trazem. Não podemos simplesmente excluir os erros e carregar uma culpa, afinal através de uma ação, mesmo sendo errada no momento, podemos nos dar bem. Pois se a Branca de Neve não comesse a maça oferecida por uma "estranha" não teria encontrado seu príncipe encantando.
Na verdade devemos é saber que cabe somente a nós arquivar ou deletar as coisas boas e ruins. Afinal de contas o que me faz bem deve estar sempre comigo e as coisas ruins devem ser como cinzas cremadas atiradas no ar, para que o vento leve.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sou de gêmeos

Está demorando eu te esquecer

Antes do fim