Só pra registrar

As lágrimas hoje derrubadas, são de uma dor mais real, mais viva. Não é só a alma que clama socorro. Dessa vez foi a inescrupulosa violência que veio fazer uma indelicada visita, logo depois de tantos momentos de alegria, com largos sorrisos.
Um assunto tão decorrente na mídia, porém nunca pensei passar pela situação. Logo eu, que sempre confiei e acreditei nos seres humanos. Sendo amigo de todos, sorrindo até para o desconhecido, se bobear. Com aquele humor infalível, quando gosto de alguém, viro amigo em questão de minutos. E o medo agora de continuar sendo assim. Como será o amanhã?! Andarei olhando para todos os lados, desconfiado de todos?! Tentarei ver a maldade, através do olhar de cada um?! A "pessoinha" que vos escreve, aprendeu na marra (e bem tarde, talvez) que o mundo é sim cruel. Existem sim pessoas más e elas não são como meros personagens da ficção, que pelo menos chegam a fingir. Um estranho na rua, nunca vai querer apenas lhe pedir uma informação, lhe passar uma cantada barata, ele quer sim, te roubar e não é apenas um bem material, mas sim sua inocência e pureza. É! Cresci e, a partir de hoje, amadureci. O século XXI não está aquele mundinho dos contos de fadas que tanto acreditei. Aqui, na novela da vida real, o bem não vence o mal. Minha Nossa Senhora da Ingenuidade, o "Tropa de Elite", que tanto sou fã, existe sim. Seja em meio a guerra nas favelas cariocas, seja nos simples assaltos (e nos dias de hoje, sem mão armada mesmo).
Infelizmente faço parte agora dos centenas de cariocas que já foi vítimas desses arrumadinhos imbecis, que furtam um aparelho móvel, uma câmera por uns míseros cem ou duzentos reais. Felizmente, diferente de alguns, saio com vida desse episódio e, aprendendo como sempre, diversas lições. Afinal parece que o mundo é mesmo dos espertos e eu demorei vinte e quatro anos para me tocar disso. No mais, é vida que segue...

Comentários

Mariana Romão disse…
Espero que esteja tudo bem com você e que as perdas materiais não tenham sido grandes. Mas como vc mesmo disse, o importante é que vc está vivo para contar a história.
Que Deus te proteja. Bjs

Postagens mais visitadas deste blog

Sou de gêmeos

Está demorando eu te esquecer

Antes do fim