Sentimentos através de um poema

Hoje posto pra vocês um poema que escrevi num daqueles dias onde os pensamentos ficam martelando na mente.

Relatos de um coração (Delduque Avelino)

De dentro desse táxi
Vejo a cidade passar
As estrelas anunciam
Que você não vai voltar
Então a porta que deixei entreaberta
Foi em vão
Não virá
Segurar minha mão
Até eu dormir
Lembro que me disse
Que poderia me apaixonar sem medo
Que me aqueceria quando sentisse frio
E que tudo seria sereno como as águas de um rio
Mas hoje
Que não estou meio bem
Sinto falta de alguém
Que você foi
Mas que como um rápido nevoeiro passou
Meus sentimentos foram descartados
Assim como as folhas secas no outono
Perdi o sono
E agora tudo são pequenas lembranças
Ou fragmentos de um sonho
Desculpe me entregar por inteiro
E achar que tudo seria derradeiro
Você foi embora
Assim como um barco mar a fora
E sei que não volta mais
Na hora do adeus
Nem olhou para trás
E passado os dias
Minhas ligações não são atendidas
E nem as mensagens são respondidas
Os e-mails provavelmente são deletados
Os velhos retratos já estão desbotados
Era lindo olhar pra você dormir
Nunca pensei em te ver partir
Num triste dia de inverno
Você mostrou-se submerso
Ao meu pobre coração
Dispensou meu abraço
Como se dispensa o pão
Que o diabo amassou
Tantas lamúrias em meu peito ficou
O seu amor no oceano naufragou
E o meu em pedaços ficou
Valeu a pena
Enquanto existia amor
Por isso está na hora
A reviravolta vou dar
E pasme, já estou até pronto para amar
De verdade
Pois a nossa chama queimou
Mas de labaredas brandas não passou
Enfim
Nem sei o que o destino reservará pra mim
Só sei que pronto estou sim
Pra que alguém chegue até onde você não chegou
E que ame a mim como você jamais amou.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sou de gêmeos

Está demorando eu te esquecer

Antes do fim