Desilusões

Tenho parado pra pensar nas consecutivas vezes que os sentimentos confundiram-se em minha mente. Já encantei-me por um sorriso, um aperto de mão, uma simpatia. De novo aconteceu, conheci você e todo um roteiro foi arquitetado, entretanto esqueci do principal, perguntar se queria fazer parte e por esse incidente, hoje estou triste, com um olhar distante. É sempre assim, a história se repete e isso já cansou. Apaixono-me no primeiro olhar. E depois tenho que expelir todo encantamento, tenho que esquecer, fingir que estou bem, sem você, sem amor. A dor é minha fiel companheira. Sinto que chego bem perto da porta do paraíso, porém nunca posso entrar. Só queria estar a um passo do amor, quero alguém que me anime, que faça os dias terem sentido, que conte os minutos para estar comigo e faça-me perceber que as flores cresceram mais vivas e que pense em mim. Preciso de um abraço, que me beije a boca e faça eu sonhar todos os segundos, minutos e horas. Tanto “eu te amo” já desejei – em vão – ouvir. Confesso que não sei mais se tenho esperança de encontrar quem me faça refletir, amadurecer e faça-me entender que ainda não tinha vivido o verdadeiro sentido do amor. Já abri mão de mim, por outro alguém. Hoje não tenho vontade de sair, curtir a noite, nem vontade de ver o sol tenho mais. Conclui que minha felicidade é momentânea, parece até ter prazo de validade. A vida às vezes machuca pra valer e eu, erroneamente, ainda vejo o mundo com a inocência de uma criança. O vento toca o meu rosto e me traz a sua lembrança. Não me lembro de querer tanto alguém, como quis te ter pra mim. Porém parece que o verbo querer, que pertence a segunda conjugação não é permitido a mim. Tudo que quis, não consegui (refiro-me ao segmento de cunho sentimental). Mas tudo são devaneios do meu pensamento. Não sei quanto tempo essa tristeza irá durar, você já se foi e nem um tchau deixou. Amanhã um novo sol irá raiar, pois apesar de qualquer dor o mundo não vai parar, com o tempo as lágrimas hão de secar e a vida segue. Novas histórias, novas ilusões e até desilusões acontecerão, afinal isso é viver.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sou de gêmeos

Está demorando eu te esquecer

Antes do fim