Para sempre

Atualmente estou lendo o livro “Para sempre” de Ana Maria Machado e nele a autora discursa sobre o tal mito do amor eterno. São personagens fictícios vivendo situações do cotidiano, intrigas e tentações tão reais, que já podem ter sido vivenciadas por você e por mim. O romance descreve também sobre as coincidências, as paixões avassaladoras e relacionamentos serenos. É uma leitura imprescindível para os que questionam-se sobre o amor a todo instante. Só o título “Para sempre” já causa um impacto.

Depois de tantos amores que não deram certo, não creio mais que tudo dure para sempre. Como toda pessoa romântica incorrigível, já desejei amores eternos. Fiz planos, metas que tiraram de mim. Carrego um coração retalhado, mas que ainda acredita no amor, mesmo não tendo o encontrado ainda. Diversas vezes sonhei com uma aliança na mão esquerda, entretanto não obtive êxito. Mas se tem uma coisa que sempre ouvi e só hoje concordo é na tal afirmação: “O tempo é o senhor da razão” e é sim. Esse tão fadado tempo cura e traz aprendizados preciosos, que nos amadurecem. Lembrando das histórias que tive, não culpo mais apenas a outra pessoa, reconheço enfim minha parcela de culpa. Talvez pra mim o citado “para sempre” não aconteceu, por não ter tido aquele amor leve, sereno. Todos os amores foram seguidos da paixão intensa que queima, faz cometer os atos sem pensar, se deixa levar sem medir as consequências. Ratifico que ainda creio plenamente no amor, porém agora vivo sem medidas, pois ele pode acabar a qualquer momento. Amar é inevitável, mas só devia ser permitido quando encontramos alguém que desperta o que há de melhor em nós. E assim – talvez - esse tal sentimento vai durar, enquanto houver cumplicidade, seriedade.

Ainda não cheguei ao final do livro, não faço ideia das considerações finais de Ana Maria Machado, mas posso arriscar a dizer que a tal dúvida de eternidade irá acontecer, pois os personagens podem até ter o tal final feliz, porém ninguém sabe o que acontece depois desse final feliz, seja em novela, filme e livros. Por isso devemos curtir ao máximo nossos romances. Como disse o grande mestre Vinicius de Moraes, será eterno enquanto durar.

Comentários

Elizabeth Passos disse…
Vou comprar vc me convenceu :)
elizabethpassos.blogspot.com

Postagens mais visitadas deste blog

Milhões de vezes

As coisas que nunca te disse

Eu amei te ver