Desejos

Hoje eu só desejava segurar suas mãos, declamar os mais lindos poemas de Drummond e tocar seus lábios que são os mais lindos vistos por mim.

Desejo desfrutar de sua companhia, te abraçar admirando o luar.

Como eu queria receber suas ligações, tecer planos para as datas precisas.

Quero ouvir suas histórias, te esperar passar.

Gastar meus dias, horas e segundos em sua presença.

Quero sempre, toda hora. No carnaval, no natal. Preciso de você.

Não quero mais dormir só, quero saber tudo de você e criar o nós.

A você quero dedicar minhas alegrias e no seu colo curar as incertezas, abandonar os medos.

Contigo quero ir além do horizonte, me aventurar até em lugares desconhecidos, novas utopias.

Quero expor suas fotos na estante, suas cartas na agenda e falar que nunca amei ninguém assim.

Desejo que transforme meu inverno em uma primavera, que me dedique suas canções. Quero escrever mais uma página no meu livro da vida, onde cite você. Que é aquele que me traz uma nova esperança, uma nova glória. Começo a acreditar que chegou a minha vez de amar, de dar risadas até o maxilar doer.

Com “vosmecê” quero a paz, tranqüilidade, nada de folia, mesmo sendo démodé.

É isso que desejo. Fazer mil poemas, rolar na cama, a partir de agora só rir com você. Despentear.

Entregar nossos planos a Deus. Bem vindo amor, aquele que me fará andar com os pés fora do chão. Minha alma é sua, agora você é o rei. E será sempre assim, se você permitir. Só você pra curar minha dor. E fazendo isso, viveremos assim doces dias de amor.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sou de gêmeos

Está demorando eu te esquecer

Antes do fim