Sentimentos de vidro

Estive pensando em fazer uma reforma em meu quarto. Mudar as cores, colocar uns quadros, expor mais fotos. Talvez só trocar os móveis de lugar. Foi quando percebi que primeiramente tenho que arrumar a bagunça em meu coração. Quero tanto que alguém o ocupe, entretanto tenho que retirar dele coisas que não servem mais. Deixar para trás o que não era pra ser. Sou exagerado. Minhas paixões são ardentes, meus amores intensos. E minhas dores então, são de partir o peito, de querer morrer. Tenho essa tendência ao excesso. Farei o possível para não esperar tanto dos outros. Apesar de todas as cicatrizes, fico bem em saber que não abusei de soluções mágicas para refazer meu caminho. Aprendi dando meus tropeços, errando pela vida, na verdade nem sei se aprendi coisa alguma. Sempre desejo demais, faço dos sentimentos minha principal conquista. Tenho pressa, sou impulsivo, faço planos na expectativa do grande “happy end”, entretanto sempre me atrapalho. Mas sempre recomeço. Quero razões para sonhar, motivos para sorrir. Ter o que esperar. Quero o sempre, toda hora. Meus sentimentos de vidro já se quebraram diversas vezes. Sempre colo e recolo, porém de uma coisa me orgulho que posso ter dúvidas, fazer escolhas erradas, porém a paralisia não faz parte de mim. Vou atrás do que quero, corro em direção a ele, mesmo sendo a opção errada. Nunca me verá sentado esperando o destino fazer sua parte e deixar o amor passar. Não fico na dependência da vida, tomo minhas atitudes, ajo por mim. Não tenho o dom pra covardia, penso e faço, mesmo se depois estiver novamente nessa cama enxugando as lágrimas e catando os cacos do meu retalhado coração. Ainda sigo assim esperando que as paixões virem amores, que as palavras certas sejam ditas depois das erradas e que o telefonema mais esperado não demore tanto. Quero enviar minhas cartas. E trocas e-mails e torpedos. Preciso que me conheçam a fundo, enganam-se quem pensa que sou previsível. Poucos me desvendam, mostro o que quero e quando quero. Agora quero me proteger, aprender a cuidar de mim. E preciso de alguém para me dar a mão. Quero que me acompanhem pelo árduo caminho da vida.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sou de gêmeos

Está demorando eu te esquecer

Antes do fim