Indiferente

Sua decisão foi tomada, chorei, fiquei triste, mas respeitei. Talvez seja melhor assim, sem aquela onda de ser feliz por um tempo, curtir alguns momentos, e depois dizer adeus. E ser um para o outro meros desconhecidos. O irônico é que ansioso esperava o nosso reencontro e, naqueles minutos, por dentro, me arrependia de estar ali, sentado naquele praça tão indefeso e sem saber o que dizer, não respeitando o que meu coração pedia. Era como se eu gritasse, com toda minha força, fica e mesmo assim você escapasse como água entre os dedos.  As lágrimas já batiam nas janelas dos meus olhos, pedindo passagem para percorrerem meu rosto, mas decidi ser forte por você, segurando-as ali, no meu olhar. Não queria te ver culpado, entendo o seu lado. Essas coisas são assim. Os dias passavam, o relógio não parava, e cada mais vez te desejava. Mas isso não basta pra ser feliz. Hoje posso está triste com sua decisão, entretanto como já disse acima, é melhor. Enquanto você me olhava, tentava decifrar o que se passava em sua mente.  E pior que até quando não era preciso, você foi importante, diferente. Fez questão de me acompanhar e segurar minha mão até o último segundo, obrigado por isso. Ainda acredito que aquele nosso encontro em junho - realmente foi aquela data - não foi em vão. Era pra ser, os dois no mesmo ambiente, sendo que nenhum dos dois iam. Mas mesmo crendo que não foi em vão, enquanto vinha embora no ônibus me perguntava porque o destino havia feito isso. Conhecer você pra perder, por quê? Até que entendi, que valeu a pena sim, conhecer alguém especial. Com uma alma tão linda. Que respondia aos meus "bom dia" quando podia. Que se preocupou em me ver com segurança. Que não me tratou indiferente e nem menosprezou meus sentimentos. Obrigado por aquela noite, obrigado pelas ligações atendidas. Obrigado por todo sinceridade. Não posso negar, ainda dói. Te ver virar as costas, foi ruim, mas vou superar. Talvez agora esteja doendo mais, por todo meu momento. Mas vejo que logo estarei melhor. Ainda existirão diversas manhãs a se iniciar. Um sol brilhante no céu pra admirar. Risos pra compartilhar. Pois se tenho algo que não desisto, é de ser feliz. E só vou perder essa vontade no dia em que morrer. Só peço que se cuide e seja feliz.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Milhões de vezes

As coisas que nunca te disse

Eu amei te ver