Conflito

Como a vida é engraçada. 
Depois de passar por tanta coisa: ser amado e não amar, amar e não ser amado, amar e ser amado. Namorar, ficar. Ser feliz, perder a felicidade. Se separar, perder um grande amor. Perder os sonhos construídos juntos. Hoje vejo que perdi um amor e ganhei outro: ganhei o amor mais verdadeiro que eu posso ter e dar: o amor próprio! Acabei descobrindo que é impossível ser feliz amando mais a uma pessoa do que a si próprio. É impossível ser feliz abdicando de todos os nossos planos e sonhos para realizar o da pessoa amada. É impossível ser feliz renunciando a própria vida para viver a de outra pessoa. Acho que foi por esse motivo que hoje me sinto feliz! Não em arrependo de nada, fiz por amor e faria tudo novamente! Mas será que 'amar' é mesmo tudo?
Sempre acreditei demais na existência do amor, nunca deixei de acreditar que ele existia e mesmo com todas as dores do mundo, ainda acredito nele. Espero pelo verdadeiro amor, a mudança é que espero vivendo, me amando, fazendo o que tiver que fazer. Por isso entro em conflito, não sei se o amor surgirá nesse momento de liberdade, onde saio, ando onde quer que seja. Será que a tal pessoa certa - se é que existe - não vai preferir me encontrar "em casa" esperando por ela?!
Dizem que o tempo é o melhor remédio para tudo, pois bem! Vou deixar o tempo passar e esperar que as minhas respostas cheguem logo. Enquanto isso, vou vivendo assim: cuidando do meu jardim e esperando as borboletas se aproximarem!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sou de gêmeos

Está demorando eu te esquecer

Antes do fim