Equívoco

Sem querer lembrei do dia que me deixou. Prometi a mim mesmo não olhar para trás, mas olho toda vez que balbucia meu nome. Quem dera se eu pudesse te tocar de novo. Até onde lembro do nosso único beijo. Quem dera se eu pudesse te tocar de novo. Até hoje lembro do nosso único beijo, lembro do pôr-do-sol que vimos e das ondas que iam e viam, assim como nossos sentimentos. 
Tinha acreditado que o seu abraço era o melhor lugar do mundo, mas pelo visto me enganei, mais uma vez você me diz adeus. Entretanto dessa vez é diferente. Como da primeira, chorei, fiquei triste, mas depois limpei o rosto, sequei as lágrimas e segui em frente. Não deletei as mensagens, nem exclui seu telefone. Sabe porquê?! Pois percebi que fico feliz simplesmente por falar contigo, em ser só seu amigo. Essa atração ou paixão ficará adormecida em minha mente e acho bem melhor assim. Até porque eu mereço amar, mereço ser feliz. Preciso de alguém que valorize meus gestos e atitudes, alguém que não brinque comigo, nem me use. E foi tarde, mas enfim percebi que esse alguém não pode ser você. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Milhões de vezes

As coisas que nunca te disse

Eu amei te ver