Realidade Cruel

Hoje passei o dia pensando em todos os momentos que chorei, as angústias que lamentei, das vezes que sofri por coisas inúteis. Enquanto pessoas perdem suas casas, famílias choram o falecimento de entes queridos, fico aos prantos por simplesmente não ter uma companhia na sexta à noite, por não ter uma camisa nova, por ainda não ter visto o filme que estreou no fim de semana. Tenho que aprender a abrir a janela e ver o mundo lá fora. Tantos problemas, coisas erradas acontecendo, coisas essas que realmente fazem nossos olhos derramarem as mais sinceras lágrimas.
É egoísta sofrer, tendo tudo que tenho. Tudo é como quero?? Não mesmo!! Tenho sonhos ainda não conquistados, não recebo as mensagens e carinhos que almejo, entretanto aprendo a ver que muitos nem uma cama pra dormir tem, têm aqueles que não tem uma refeição, nem trocados para comprar um mísero pão. 
A realidade está cada vez mais cruel, na semana passada um incêndio matou tantos jovens inocentes no Rio Grande do Sul. Tantos sonhos e desejos enterrados, as famílias vivem uma dor absurda, que elas sabem que não passará nunca, e eles ainda não puderam fazer pra salvar seus filhos e amigos. E me dá uma vergonha tão grande por estar chorando porque simplesmente alguém não gosta de mim como eu gostaria, por ter visto alguém que foi importante como uma nova pessoa. Hora de amadurecer e dá valor a vida, pois mesmo ela não sendo exatamente como almejei, tenho a chance de mudá-la todos os dias quando acordo. Ainda posso e tenho fé que vou, conquistar o que quero, pois com calma tudo vai acontecer. Enquanto nesse mesmo instante tem tanta gente, lamentando por um último abraçado não dado, por uma ligação não atendida, por não ter dedicado a atenção devida a pessoas que simplesmente não voltam mais. Porque, felizmente, por mais que o meu sol não esteja exatamente  onde quero, ainda posso ser feliz com o sol que me é dado. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Milhões de vezes

As coisas que nunca te disse

Eu amei te ver