Você é meu


Outro dia estava me questionando porque ainda mantenho a amizade contigo. E cheguei à conclusão de que é porque me faz bem, mesmo na área da amizade. Tenho medo de te perder, de te ver com um novo alguém e sendo assim ficar esquecido. Se pudesse não desgrudaria de você, te contaria todas as coisas boas do meu dia, reclamaria todas minhas aflições. Faz falta ouvir sua voz, faz falta o dia que não falo contigo. Faz tão bem ver seu sorriso, mesmo nas fotos. E mesmo tendo o sentimento que tenho, adoro a amizade que me dispõe, porque ninguém me faz tão feliz como você.
Adoro seu jeito grosso de ser, do como fica calado, de como consegue fazer minha raiva passar em segundos. Você realmente me faz feliz pelo simples fato de existir e espero que nunca saia da minha vida.
E o mais incrível é que até hoje lembro o nosso primeiro encontro e ao te ver, tive certeza que seria pra sempre. Que teríamos um ao outro em todos os instantes, talvez por isso o amor tenha dado lugar a amizade, pra que essa certeza se concretizasse. Obrigado por ser você, obrigado por me atender. Obrigado por rir das besteiras que falo. Obrigado por dizer, “por favor, não começa” (confesso que adoro quando faz isso) e, mais ainda, obrigado por nunca ter saído da minha vida. Acredito que todo mundo tenha aquela pessoa, uma só, que tem tipo um passe-livre, uma carta branca na sua vida. Que vai embora, volta, que pode ir de novo e nunca vai parar de ser o que é pra você. Alguém pelo qual você nunca vai conseguir deixar de ter sentimentos. Todo mundo tem essa pessoa. E eu tenho a minha, que é você!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Milhões de vezes

As coisas que nunca te disse

Eu amei te ver