Conversando sobre o futuro


Sentado na praça de alimentação de um shopping, acabei ouvindo a conversa de duas adolescentes na faixa dos treze, no máximo quinze anos. Enquanto uma chorava compulsivamente, pois fora desprezada pelo garoto o qual era a fim, a outra lhe dizia: Chora! Isso! Coloca pra fora toda essa mágoa! 

Aquilo chamou minha atenção, pois geralmente as amigas dizem: Não chora! Não vale a pena! Ele não merece suas lágrimas! Deve estar com outra e você sofrendo por ele. Até eu já disse isso a algumas amigas! E pensando um pouco, acabei percebendo o quanto aquela menina, tão nova, tinha toda razão. 

Quando saímos de um relacionamento, tendo ele ocorrido ou não, passamos pela fase dos porquês. "Por que não deu certo? Por que só eu fiquei a fim? Por que só eu curti ficar com fulano?". Os homens dizem que as mulheres são todas iguais e as mulheres dizem que os homens não prestam. E todos passamos - sim, todos que foram deixados, sofrem, nem que seja por um dia - pela aquela fase. Primeiro, tenta se convencer que foi melhor assim, que querendo ou não, não tinham nada haver um com o outro. Decide assistir uma comédia romântica, com panela de brigadeiro do lado ou ouvir com o fone de ouvido, aquela música no "repeat", pra esgotar todas as lembranças em um único dia. Até que de repente, acende a tela do celular, anunciando as notificações nas redes sociais. Pois hoje, além de superarmos o fim, temos que assistir o outro seguir  sua vida normalmente. Vemos onde e com quem está, se postou alguma indireta e passamos assim ao estágio da raiva, que envolve deduções e acusações. E assistindo a tudo, vamos postando frases clichês, fingindo não se abalar. E ainda curtindo todas as fotos e status do outro, sim, confesse, somos desses!!! Assim ficamos com a sensação que o amor é amargo como a casca de limão. E durante as lembranças dos amores de antes, percebi que a tal menina, da praça de alimentação, apesar de tão nova, tem razão. É melhor chorarmos tudo, relendo as cartas, revendo as fotos se existerem. Ou simplesmente lembrando os momentos, para que possamos encerrar esse ciclo, até o próximo amor vim. Isso não significa que esqueceremos, mas ao menos superaremos. Não existe certo ou errado no amor. Existe o que é bom e o que não é pra você. Algumas relações trazem dor, outras bem estar, entretanto ambas deixam recordações e aprendemos a conviver com as mesmas. Isso aquelas garotas futuramente aprenderão, deu vontade de lhes dizer!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Milhões de vezes

As coisas que nunca te disse

Eu amei te ver