Sobre o amor e o tempo

Quem inventou o amor, esqueceu da praticidade. Quando te olhei, sabia que você iria entrar facilmente em meu coração. Estava perdido querendo encontrar alguém que preenchesse as lacunas. Acreditei que seria a melhor companhia, mas apostei errado. Seus medos, suas velhas cicatrizes dos relacionamentos passados foram um peso. Você sabe o quanto sofreu, portanto sabe como me sinto hoje. É tão doloroso perceber que o amor não deu certo, ainda mais quando você é a parte mais sensível. Como eu queria que você compreendesse, tentasse. Desejava tanto que me abraçasse forte e dissesse em meu ouvido “que tudo ficaria bem”. Nem sei por que, mas acreditava que contigo seria diferente. Como eu queria que me telefonasse por vontade de fazê-lo e não porque eu liguei primeiro. Que mandasse mensagens, só pra me perguntar como foi meu dia ou mesmo pra dizer um oi. Desejei tantas coisas, até enxergar que você não preenchia minha vida. Quando estava contigo, tudo fluía, sentia nossa sintonia. Proporcionava-me intensos sorrisos. Enfim, me atrai, me apaixonei, depois amei, até me perder. Ainda mais que não tínhamos um relacionamento regular, só te via de vez em quando, conversávamos mais pelo whatsapp. Mas era só, nunca saímos do “nosso mundo”. Se eu te dissesse agora que acabou o sentimento, que não sinto mais nada, você ia rir de mim, acreditaria que eu não seria capaz de esquecê-lo um dia. Diria pra eu sossegar um pouco, que você ainda me machucou o bastante para falarmos de fim. Mas acredite não te amo mais, sem ressentimentos. Tem pessoas que gostam uma da outra, porém não estão destinadas a ficar juntas.
O amor é assim! Ele vem, rouba nosso coração, tira a gente do sério e vai embora como se nunca tivesse existido. Deixa feridas que ardem mais que o normal, porque nem existe pomada pra curar esses tipos de machucados. Agora o que restaram foram as sobras, que com o tempo a gente costura. As sombras, a gente esconde. E quanto a falta de novidades, a gente aprende a viver de velhas notícias. Esse é o remédio. Esquecê-lo pra sempre, não se preocupe, não vou. Você foi importante, foi o encaixe perfeito, pena que deu defeito. Ainda carrego um carinho gigantesco por ti, só o sentimento que o tempo tratou de resolver. Nada como o tempo pra curar um falso amor. A gente se encontra por aí e quem sabe um dia sentamos naquele velho lugar e damos risadas sobre tudo isso!?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Milhões de vezes

As coisas que nunca te disse

Eu amei te ver