Escolho você

Um dia ouvi que o coração é quem escolhi por quem nos apaixonamos. E hoje afirmo que isso é uma grande mentira. Temos sim o poder de indicarmos a diretriz que nosso coração deve seguir. Depois de um mero encontro casual, escolhi gostar de você. Ao te observar vi a pessoa por quem queria me apaixonar, a pessoa que poderia me causar aquela paixão avassaladora, que ia marcar minha vida. Pela manhã, pensei em você. Estranho, mas tenho certeza que te escolhi. Não houve aquele momento em que você pode decidir se vai em frente ou voltar atrás. Se vira à esquerda ou à direita. E a vida foi levando. Aos poucos, sem jeito, fui me envolvendo. Agora olho em volta e sei que quero você comigo. Quero olhar em seus olhos, sentir arrepio na alma, ao te tocar. Desejo seu beijo, acordar com seus braços ao meu redor. Quero alisar seu rosto, ver seu sorriso ao me dizer "bom dia". Preciso receber sua ligação, tocar cada canto seu, inventar aquelas briguinhas bobas para dar mais emoção a relação. Preciso, mais ainda, te ouvir dizer que sou inconsequente, errado em lhe querer tanto, enquanto não pode me oferecer o mesmo. Quis te conhecer e desde então, não quis esquecer e não poderia ser diferente, afinal como canta aquele ruivo de voz doce "estranho seria se eu não me apaixonasse por você". 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sou de gêmeos

Está demorando eu te esquecer

Antes do fim