Minha Morada

Quando te vi, já te quis. Achei que era com você que seria feliz! E acertei! O amor não era o nosso caminho, afinal ele não resiste, quando um só quer! Você não gosto de mim, mas era o que eu procurava. Sempre presente, me fazendo rir, consolando quando eu estava triste. E me deixando melhor ainda, quando estava feliz. Não esquece meus gostos, e é minha companhia constante. Amei-te muito e achei que nunca iria acabar! Era tão forte e não acabou, entretanto virou uma grande amizade. Você correspondeu minhas expectativas, me faz bem quando está perto. Mostrou seu jeito encantador de ser e hoje é uma das pessoas mais especiais em minha vida. Ainda te olho envergonhado e largo tudo pra te encontrar, mas só quero receber aquele abraço que me faz sentir-se querido. Nunca pensei te deixar de lado, mesmo quando me esnobou e, indiretamente, magoou. Simplesmente, porque, nunca vi os defeitos que viam em você. Adorei mais ainda, quando compartilhou suas histórias e problemas comigo. Adoro quando me faz convites e me manda mensagens. Fico olhando nossas fotos e agradeço ao destino por te colocar em meu caminho. Quando é pra ser, o vento sopra a favor. Você é o amigo que surgiu de repente, no meio daquela festa, sem objetivo. E aos poucos, foi conquistando com seus gostos parecidos, com o sensor de humor já citado, e com seu jeito carinhoso, mesmo quando a intenção era se esquivar. Hoje você é um amigo fiel e se precisar de ajuda, dou até minha vida para a sua resgatar. Já não consigo mais escrever minha história, sem citá-lo. Obrigado por me fazer bem e, comigo, fazer morada. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sou de gêmeos

Está demorando eu te esquecer

Antes do fim