Prece

Podia ter sido você. Era pra ser você. Queria que tivesse sido você. Mas não foi. É! Não foi. Não foi você que entrou em minha vida, para compensar os errados de antes. Não era você que seria o motivo dos meus novos sorrisos. Desejava te abraçar bem forte. Conhecer o passado que traz, os projetos para o futuro, traçar sonhos em conjunto. Suas manias, defeitos, cheiros e gostos, ouvir todos, até sabê-los de cor. Quando te vi, meu coração parou por alguns segundos. Passou a ser o meu primeiro e último pensamento do dia, mas não foi suficiente para ter você. Queria te ter ao meu lado, nos melhores e piores momentos. Proteger-te de qualquer mal. Mas você não se importou. Não foi com você, que encontrei o amor. Talvez eu não soube dizer as palavras que queria ouvir. As peças do nosso quebra-cabeças não se encaixam, apesar de sermos tão iguais. Você era o único que eu queria e nunca tive. E não quero parecer chato, aquele que está correndo atrás de alguém, mas acabo correndo, porque você significa muito para mim. Mesmo que esteja longe dos meus olhos, não vou te esquecer. Mesmo que a gente não se fale todos os dias, eu me lembro de você. Lembre-se que eu nunca fugi, você que me deixou ir, mesmo sabendo que eu queria te amar com total intensidade, dar importância em excesso de quantidade e duração para toda eternidade. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Milhões de vezes

As coisas que nunca te disse

Eu amei te ver