Esqueci você

E recebo sua mensagem, que dizia que sou bom demais pra você. Como se não fosse digno ao meu amor. E você não fez questão de me encontrar, de ser sútil. Mandou uma mensagem de texto. E totalmente muda de assunto, sem volta. Você me aconselha conhecer novas pessoas, ocupar meu tempo, pra não viver a sua espera. Mas te digo, o problema não sou eu, é você e esse medo de se prender a alguém. É essa mania de não querer nada sério. Prefere ficar nessa ilusão, de baladas em baladas, colecionando amores. Porém aceito sua decisão, deixo de fazer parte da sua vida, da mesma maneira que entrei, de repente. Mas, veja bem, vou sem volta. Não insisto pra sempre. Não quero mudar você, nunca quis. Só queria te fazer feliz, entretanto não deixou. Como disse Leoni em "50 receitas", o que dói mesmo não é o que você fez de errado, nem seus defeitos, nem ter me deixado. E sim o que fez de certo, os bons momentos, que foram poucos, mas que nenhum outro fará igual. Ao contrário do que pensam, o término não precisa ser triste. O importante não é que as histórias sejam eternas, mas sim, intensas e inesquecíveis. Não sou bom demais pra você, nem você é ruim pra mim. Demos certo, enquanto tivemos que dar. Mas agora deixa eu bloquear o seu número, pra evitar novas mensagens desagradáveis. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sou de gêmeos

Está demorando eu te esquecer

Antes do fim