Esse amor errado

Uma música toca no rádio e me faz pensar e querer saber, onde você está. Vontade de falar tudo que penso e decifrar seus pensamentos afim de te conquistar. Mesmo sabendo que você não se importa e nem quer tentar. Eu nem sei porque gosto tanto de você e o que explica essa forte ligação, mesmo sendo evidente que não existe eu e você. Fico imaginando seu sorriso e você aqui comigo. Ou só me ligando pra falar bom dia. Eu me declaro e isso já virou normal. Disposto a me contentar com o pouco que me dá e ser apenas um amigo. Se eu tivesse um amuleto, te faria meu. Entretanto já aprendi que entre nós, não tem nada haver, eu e você não vai rolar. Esse amor perfeito, deu errado. 
Como dizem, com o tempo aprendemos a suportar. Vontade de ouvir sua voz, porém me proíbo de querer. Já vivi isso antes e sei tudo que vai acontecer. Agora desligo o rádio, quando a música me lembra o que devo esquecer. Cansei dos seus meios sorrisos que aparecem quando quer. O ruim é não ter ninguém aqui, lembrando que nunca se importou comigo e assim me impedir de te escrever. Hoje nem seu abraço consegue apagar, o que já virou cicatriz. Agora tanto faz, nem raiva sinto mais. Cansei de esperar e desisti. Sei que disse que era pra sempre, mas o pra sempre também acaba, quando o outro não se importa. Esse dia tinha que chegar, o amor errado tem que acabar. E agora nada mais sinto, cansei de você. Até a nossa música voltar a tocar e as lembranças começarem a atormentar! Mas por hoje, não te quero, nem gosto mais! 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sou de gêmeos

Está demorando eu te esquecer

Antes do fim