Deixo você ir

Já quis muito aquele amor transformador, que me fizesse mudar atitudes, gostos e formas. Alguém que me tornasse assim e salvasse meus dias ruins. Até que conheci você, com o sorriso mais lindo, com um olhar incrível e aquele abraço aconchegante, entretanto nada disposto a me querer. Enquanto eu queria passar horas conversando, olhar a lua ao seu lado, você se esquivava e com outro ficava. Eu esperando seu casaco, para o meu frio aquecer e o seu coração, nem ao menos, pra bater no compasso do meu. Quis parar meu mundo, consertar esse coração remendado ao seu lado, entretanto você se esquivou, minha mão soltou e pela estrada se foi. E de repente, percebi o quanto errei em me contentar, com o pouco que me dá. De aceitar seu meio sorriso, quando você quer. Esse amor tão errado não quero. E eu sempre vou querer, mais do que pode e quer me dar. Por isso, agora te deixo ir. Chega de ir atrás, de aceitar essa situação, pode sair da minha vida e dos meus planos, os quais você não quis fazer parte.
E agora vou indo bem, sem mágoa, nem arrependimentos. Se acaso sentir falta do meu jeito de falar contigo, de rir de suas piadas, da minha mão estendida e pronta a ajudar, até nos dias mais caóticos, lembre-se que você quis assim. Agora, não tem ninguém a disposição, nem vai ficar sendo rodeado, por alguém com pretextos para puxar assunto. Vai sentir minha falta, sei que vai. Das minhas tentativas de abraço e de como eu dizia que o mundo fazia sentido, contigo. Não tenho um rosto bonito, nenhuma sanidade, mas meu sentimento nunca foi vaidade. Pena que não foi suficiente para te conquistar, pra te fazer me querer. Agora choro e nem porque dói, e sim porque alivia. É como seu eu perdesse um pouco de ti, em cada lágrima que rola na face. Dizem que é preciso perder algumas coisas, para encontrar melhores, portanto é melhor mesmo te perder. Podia ter dito tanta coisa, tinha que ter tido pressa, talvez se eu tivesse dado mais motivos você ficava. Ou não, quem saberá! Só preciso agora, fechar os olhos e não ver você. Enfim, já deu a nossa hora, feche a porta e deixa que eu arrumo a bagunça que ficou aqui. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sou de gêmeos

Está demorando eu te esquecer

Antes do fim