Foi tempo perdido

Sem um bilhete de despedida, sem um aviso prévio, simplesmente acabou. Acabou a vontade de tentar, acabou a espera pelo dia em que ia me olhar diferente. Apostei minhas fichas, usei um arsenal de clichês e me entreguei de corpo e alma, querendo você. Queria te chamar de vida, ficava ansioso para um novo encontro com você, mesmo não sendo particular. No começo tudo ia assim, não fazia nada mal, até que depois percebi que não dependia só de mim. Que enquanto você me enrolava, eu queria um abraço. Minha vontade não é suficiente para manter minhas mãos na tua cintura. Até teu beijo no rosto se tornou mais frio que o inverno europeu e a indiferença estava ali na penumbra do teu olhar apático. Enquanto tua ausência era notável, eu ainda mandava mensagens de bom dia e fazia convites para um cinema no fim da tarde.  
Eu fechava os olhos, tentava enxergar por outra expectativa e até realinhava nossas mentes. Entretanto elas andavam separadas, nossas linhas tortas não se encontravam e o tempo continuava firme, justo e inabalável. Você foi tempo perdido. Claro que tive bons momentos, como você me surpreendia quando disparava a conversar. E até como meu jeito direto parecia não te assustar. Enfim, sei que nem tudo é desperdício quando existe um sentimento tão forte no meio. A gente se via, conversava e ria, sem nem fazer barulho. Eu estava crente que fazer parte do seu dia e te dizer que era o ser mais bonito que já tive a sorte de conhecer ia fazer diferença. Gostaria de te fazer feliz, te fazer ficar. Te presentear com alegrias, com poesias e até café da manhã, se isso fizesse diferença para ser um bom dia. Queria encontrar em você o meu melhor e contigo amarrar meu nó. Mas que tudo isso, eu gostaria que gostasse de mim, da mesma forma que gostava de ti. Acreditava que contigo tudo seria mais seguro.
Com olhos marejados, com um sentimento em carne viva e com um aperto no peito, eu vi que não dá mais pra insistir em nosso trem descarrilhado, que até tinha vagões com meios sorrisos, porém muitos estavam lotados de minutos desperdiçados. De tentativas vãs e gotas da chuva, mesmo num dia de sol. Já não consigo tentar, enquanto me rouba o ar. Quantas vezes quis gritar, para teu silêncio incomodar. Sei que nada será diferente, nunca serei sua escolha, mesmo que sempre me responda no WhatsApp. Eu te entreguei o meu melhor, te disse sim, enquanto você dizia talvez. Eu queria seu ombro pra recostar, ouvir suas histórias, te desejar sorte e te abraçar forte. Mas depois de tanto tempo, apenas perdi. Não estou arrependido, pois se estive, não estaria sentindo saudade. Porém tive que encarar a realidade, admitir o que estava tão nítido e entender que, sim, foi tempo perdido. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sou de gêmeos

Está demorando eu te esquecer

Antes do fim